15/01/2016

(Resenha de Conto) 'Ainda Estou Aqui' e '(Des)amor' - Marcia Dantas


Já começo a resenha com notícia boa: a autora, em parceria com o blog, colocou esses dois contos de graça lá na Amazon. (Des)amor vai estar de graça nos dias 16 e 17, baixe AQUI, e Ainda Estou Aqui poderá ser baixado gratuitamente nos dias 15 e 16, baixe AQUI.

2016 é ano de mudança boa? Sim. Vou perguntar de novo: 2016 é ano de coisa nova? (Falem um “sim” com emoção, por favor.) SIIIIIM. Eu sei que ninguém falou, mas vou acreditar que alguém falou. Pois é, tô cheia de energia para 2016. Estou querendo um ano bem lacrador, principalmente na literatura, por isso resolvi dar uma chance aos contos esse ano. Não tinha costume de lê-los, e eu nunca soube o motivo de todo esse desinteresse. Hoje, vou indicar dois contos maneiros que li recentemente: (Des)amor e Ainda Estou Aqui, da autora parceiraça aqui do blog, Marcia Dantas. 

Os dois contos tratam de términos de relacionamentos. Em (Des)amor, o fim é o começo de uma mudança para Juliana e também a quebra de um ideia do “casaram-se e viveram felizes para sempre”. A ideia do príncipe encantado e salvador é completamente infeliz, pois é depositado nesse ser todos os sonhos e expectativas, a personagem conclui. Aos poucos a autora vai tecendo as indagações da personagem, em terceira pessoa, que a leva a questionar tudo o que lhe foi ensinado e, claro, a não pôr tanta responsabilidade nas mãos de outra pessoa.

O conto, basicamente, centra-se no que passa na cabeça de Juliana, que está extremamente introspectiva. A autora intercala as descrições dos atos da personagem, chegando a sua nova casa, com as reflexões da mesma a respeito do seu conceito de felicidade.

“Como seria ter orgulho de si mesma? Pela primeira vez sua única busca seria por esse pequeno prêmio que se destinava apenas a seu deleite.” – (Des)amor.

Lendo esse conto, recordei-me de uma entrevista que a (talentosa) Marília Gabriela fez com o Padre Fábio de Melo. Ele questionava aquela clássica frase do livro O Pequeno Príncipe: “Tu te tornas eternamente responsável por tudo o que tu cativas”. O padre falava justamente sobre o medo que algumas pessoas têm de não conseguir encontrar formas de ser feliz e, diante desse temor, depositam todas as suas expectativas em um pobre ser humano. Ninguém é responsável por felicidade alheia e destinar a uma pessoa tarefa tão difícil é algo realmente cruel. 

Em Ainda Estou aqui temos, novamente, uma cena pós-término de relacionamento. Assim como em (Des)amor, o conto é escrito em terceira pessoa. Duas garotas estão conversando, uma desabafa sobre como se sente após o término de um namoro que surgiu de uma amizade, enquanto a outra apenas escuta. A intenção da Marcia nesse conto foi justamente mostrar o quanto a linha que separa a amizade do sentimento romântico é tênue, o quanto o que sentimos por alguém pode ser confuso e como fica difícil, às vezes, definir o que sentimos, se é amizade ou um amor romântico. A autora deixa essa confusão bem explícita ao longo da narrativa.

“Ela ainda é o primeiro pensamento quando acordo e o último quando vou dormir.”  Ainda Estou aqui.

Recordei de uma frase da história em quadrinhos Azul é a Cor Mais Quente (em breve tem resenha): "Não existe uma fronteira bem delimitada e imóvel entre a amizade e o desejo amoroso". Assim que li essa frase, confesso que achei um absurdo, mas depois refleti um pouco. Cheguei mais ou menos a esta conclusão: amizade pode virar desejo amoroso, mas uma coisa não anula a outra. Os dois coexistem pacificamente, assim como um pode anular o outro. Entenderam? A linha é bem tênue. Confesso que essa confusão de sentimentos fode bagunça completamente a nossa cabeça. 

Agora que leram a minha resenha e reflexões já estão liberados para irem lá no site da Amazon baixar os contos. Tô brincando, calma. Relembrando: 


Ainda Estou Aqui: estará de graça nos dias 15 e 16, baixe AQUI;
(Des)amorestará de graça nos dias 16 e 17, baixe AQUI.


Não tá sabendo como ler os e-books da Amazon? Calma, eu escrevi uma postagem onde explico passo a passo o que fazer e, surpresa, você nem precisa ter um kindle! Leia AQUI

FICHA TÉCNICA:
Sinopse – (Des)amor: Juliana esperou a vida inteira pelo príncipe de seu conto de fadas particular. Mas acabou descobrindo que podia ser a protagonista de sua história.

Sinopse – Ainda Estou Aqui: Cleo queria ajudar sua melhor amiga Helena, como sempre fez. Mas tantas coisas tinham acontecido entre elas que tudo o que restava era o estranhamento e o temor. Poderiam elas voltar ao que eram antes? 

Até outra hora, gente! Beijos :*

16 comentários:

  1. Aaaaah <3


    Sempre me matando de fofura com essas resenhas <3


    Obrigada sempre <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei os contos, em especial "Ainda Estou Aqui" <3

      Beijooos!

      Excluir
  2. Gente, dois contos super sensíveis. Acredito que ler sobre final de relacionamento é sempre bem vindo, eles podem ajudar a gente a superar alguma dor.
    Vou baixar os contos, fiquei interessada.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto muito de contos, já ha um bom tempo. Tenho uma certa resistência à historias de amor (porque sou mal amado rsrsrs). Gostei da proposta dos dois livros, em ambas posso perceber construções e desconstruções importantes quanto as vivencias humanas. Adorei a dica do Kindle, eu sempre tive raiva de ver as coisas super baratas, ou até gratis, no Amazon e não poder ler.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Karina!

    Também pretendo resenhar os contos da Marcia <3
    Adorei as lembranças que os contos te trouxeram. Eu assisti essa parte da entrevista com o Padre e gostei muito da colocação dele. Também li a HQ de Azul é a cor mais quente e quero m-u-i-t-o tê-la nas mãos (li a versão digital), ela é muito mais profunda do que aquele filme </3

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia essa autora Marcia Dantas, vou procurar saber mais sobre ela, é sempre bom valorizar a literatura nacional, né? Me interessei muito por Ainda Estou Aqui, parece ser um conto sutil e apaixonante, fácil de se identificar.

    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi. eu amo ler contos e gostei muito quando você disse que 'quebra de um ideia do “casaram-se e viveram felizes para sempre”. A ideia do príncipe encantado e salvador é completamente infeliz', não gosto dessa ideia romantizada que para mim parece mais doença a relacionamento. Curti bastante a indicação dos contos, vou ler.

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto de um bom conto no domingo ou no meio de um livro com uma história pesada. Pena que eu vi esse post no dia 18. Mas vou ficar de olho nas suas resenhas de contos, com certeza terá algum que me interessa.

    ResponderExcluir
  8. Gosto da leitura de contos, porque lemos rápido e não precisamos ficar roendo as unhas até ter um tempo de acabar. Gostei de "Ainda estou aqui". Não conhecia a autora, sempre é bom conhecer novos talentos do Brasil.
    Bjin
    http://reinoliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ahhh que RESENHA linda <3
    Esse ano vai ser lacrador nem duvida nenhuma! Resolvi mudar algumas coisas nas minhas metas de leitura também, porém não foram contos. Já que esses eu sempre li. Resolvi ler mais gêneros que não costumava ler muito, como os clássicos por exemplo.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Adorei a animação do post!
    Sobre os contos, o primeiro me chamou mais atenção. Acho que por causa da sua analise. Há que uma piração em relação à felicidade. Todos precisam ser felizes e acabam depositando suas expectativas em outras pessoas. E isso nem sempre ou quase nunca é ocorre como o esperado. Pena que não passei aqui nos dias de baixar os contos grátis.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie
    Que legal a resenha, não conhecia o conto mas parece ser mega interessante, não leio tantos mas vou ver se consigo dar uma lida nesse

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, eu não conhecia esses dois contos e confesso que já entraram para a minha lista, já que eu sou apaixonada por contos, sua resenha chamou muito minha atenção, amei!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  13. Eu gosto de contos mas esses particularmente não chamaram a minha atenção. Quem sabe um dia eu leia por curiosidade haha

    ResponderExcluir
  14. Que resenha maravilhosa. Esse livro ´parece ser muito bom. Amei como você explicou sobre ele. Eu nunca tinha ouvido falar, então foi uma apresentação e tanto.

    Parabéns.

    Beijos
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá

    Adorei a sinopse dos contos, amo contos, sou até meio suspeita pra falar,esse quote de Azul é a cor mais quente ele é pra fazer a pessoa refletir mesmo, os contos passam também essa ideia, vou anotar pra ler depois,valeu pela dica.


    Bjss

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante e sempre bem-vindo!
*Você pode comentar sem ter uma conta do Google. Escolha a opção NOME/URL. No espaço para NOME, coloque seu nome/apelido e o espaço para URL não é obrigatório, mas se quiser, pode colocar o endereço de alguma rede social que possui.
*Blogueiros, deixem o link de seus blogs para que eu possa conhecê-los.
*Viu algum erro ortográfico no post? Desculpe-me, às vezes esses danados passam pela minha revisão. Bem, se não for muito incômodo, peço que use o formulário que se encontra na barra lateral direita desse blog para me informar do erro. Desde já agradeço a atenção.
Obrigada pela visita e volte sempre!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...