12/07/2015

(Resenha) Enviada - Sérgio Pereira


Com exceção de ter uma mãe super protetora que a obriga a mudar de cidade constantemente, Angela possui uma vida calma, quer dizer, comparada a tudo o que ela irá vivenciar nesse livro, sua vida era calma e normal. Ela está perdidamente apaixonada por Frederik, primo de sua melhor amiga, Lúcia, só que tudo, absolutamente tudo, muda no Ano Novo. Seu namorado morre e ela descobre, por uma mulher completamente desconhecida, Loreta, que é a Enviada, filha do Criador, uma criança destinada a acabar com todos os males do mundo.

Fugindo de demônios que querem matá-la para que não cumpra seu papel como Enviada, Angela sai de Viena com seus pais e vem para o Rio de Janeiro. Lá, ela irá encontrar dois garotos que irão mexer com seu coração e cabeça (literalmente), Dimitri Costa e Gustav Reltih. Sim, queridos, triângulo amoroso! Toda essa adrenalina, revelação e mudança ocorrem logo nas primeiras páginas, o que me deixou sem fôlego, cheia de expectativas e ávida por mais. A história tinha muito potencial!


– Há quase dezoito anos, houve uma profecia e ela dizia o seguinte: "Uma filha Dele será enviada para livrar-nos do pecado mundano, porém um filho Daquele que foi renegado por Ele também virá para interferir nos planos." (pág. 35) 

A meu ver, o principal erro do Sérgio, o autor, foi em não explorar, não aprofundar os relacionamentos amorosos de Angela. Ficou bem difícil entender as escolhas dela. Ela mal conhece um carinha bonito e já desiste de salvar o mundo por ele. Aliás, ela seria capaz de morrer por ele ou de colocar sua vida em suas mãos, caso fosse necessário, e a vida dela não faz mais sentido se ele não estiver por perto.

Sinceramente, eu não entendi as escolhas da protagonista mesmo. Ela mal troca duas palavras com o menino, e já começa a fazer declarações exageradas. Durante a leitura, fiquei me perguntando de onde brotou tanto amor. Da forma como foi escrito, parece que todo o amor dela é decorrente do fato dos carinhas serem lindos, altos e sarados. O autor deveria focar outros aspectos de um relacionamento amoroso, não só a atração física, porque isso não é o suficiente para dizer: "eu poria a minha vida em suas mãos, caso fosse necessário" (pág.178).

Arrisco-me a dizer que Sussurro (Becca Fitzpatrick) e Crepúsculo (Stephenie Meyer) são obras que o autor gosta bastante e nas quais buscou inspiração, pois vi muito dessas duas em Enviada, principalmente nos diálogos. Lembram daquela cena aonde a Bella vai pela primeira vez na casa do Edward, aí ele a carrega nas costas e a leva para o topo de uma árvore? A única diferença é que, em Enviada, Angela sobe nas costas de um anjo e ele a leva, voando, até o Cristo Redentor. Nessa mesma cena o diálogo é o mesmo de Crepúsculo, somente foram feitas algumas alterações:

– Vocês são... 
– Normais?
– Não era essa a palavra que eu queria procurar para dizer – passamos por um corredor amplo e repleto de lanternas japonesas pendidas em beirais.
– Você achou que em uma casa de Magos Negros e Demônios só encontraria coisas relacionadas a feitiçarias, bruxarias... Coisas satânicas?
Assenti.
– Somos como qualquer outra família. A única diferença é que somos o que somos. (Página 175)

Agora, "muito Sussurro":
– Não ouse dizer nada ao meu respeito, sua vaca anoréxica – puxei-a pelos cabelos. Aqueles cachos louros entre os meus dedos. (Página 82)

Sei que quando admiramos muito o trabalho de alguém queremos seguir seus passos. É um pouco difícil se afastar das influências, mas devemos tê-las como inspiração somente.

Os parágrafos e os capítulos são bem grandes. Prefiro capítulos pequenos, pois dão uma dinâmica ao texto. Mesmo assim, a leitura foi rápida e não foi cansativa. Notei poucos erros de digitação no livro e alguns erros de pontuação, como o mau uso da vírgula, por exemplo, nada que prejudicasse o entendimento da obra. A linguagem é simples, sem muito rebuscamento, condizente com a obra e o público que é destinado.

A diagramação está boa: folhas amarelas, fonte agradável. A arte da capa está simplesmente fantástica! A imagem dos dois anjos (um do bem, protegendo, e outro do mal, acorrentado) e uma menina sendo protegida tem tudo a ver com a história.

Ainda assim, fiquei com vontade de ler a continuação, que ainda não foi lançada. Peguei-me imaginando enredos possíveis para a próxima obra. A real função da Angela como Enviada não ficou muito clara, tem um personagem que, com toda a certeza, terá mais ênfase (não falo qual é para não dar spoiler). A minha dica para o autor é: afaste-se das influências, crie uma escrita só sua, de forma que seu leitor saiba que um texto é seu sem ver seu nome na capa e use todo o potencial que a história tem. Espero que use essa dica no próximo livro. 

FICHA TÉCNICA
Sinopse: Angela Petre, uma doce garota de dezesseis anos marcada pela extrema preocupação de sua mãe em mantê-la sã e salva, sonha em encontrar seu par perfeito até conhecer Frederik, o primo de sua melhor amiga. Mas tudo leva a um rumo não imaginado por ela: Frederik é morto diante dos seus olhos em pleno Ano Novo. A tremenda mudança de rotina a leva a sair de Viena, na Áustria, para viver no Rio de Janeiro por ordem de uma misteriosa mulher, ou melhor, de um Arcanjo, que lhe conta toda a sua verdadeira origem e o porquê das suas mudanças repentinas de cidades e cidades. Na Cidade Maravilhosa, Angela conhece Dimitri Costa, seu mais novo amigo, que mais parece seu Anjo da Guarda e Gustav Reltih, um garoto misterioso que oculta em seus olhos negros um grande segredo que ela insiste em descobrir. Logo, os três formam um triângulo amoroso, então, ela se vê diante de uma escolha que nunca poderia dizer que faria um dia: escolher o Bem ou o Mal? Qual lado escolher e qual saber o certo?  
Adicione ao skoob aqui
Título: Enviada (livro 1)
Subtítulo: Da série "Eternos"
Autor:  Sérgio Pereira
230 páginas
Editora: Chiado Editora
ISBN: 978-989-51-0881-7
Edição: 1
Ano: 2014
Gênero: Sobrenatural 
Compre: Cultura | Amazon Saraiva | Selo Jovem

PARCERIA:

8 comentários:

  1. Muito bom a sua resenha e é bom conhecer autores nacionais! Adorei a resenha, mesmo a obra não fazendo o meu tipo!

    http://tedioescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Karina! <333

    Vishhh, se tem uma coisa que o-d-e-i-o em livros é esse amor irreal e exagerado que nasce do nada só porque o carinha é bonito. Nossa, acho ridículo e acho que deixa o romance muito infundado. Não me interessei pelo livro, não. Já passei da fase Crepúsculo e, ultimamente, os livros de fantasia que tenho lido estão me decepcionando demais, então pretendo ficar longe deles por um tempo. Adorei, como sempre, a sua resenha :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olaaa
    livro nao chama muito a minha atenção nas tem enredo interessante para quem gosta do gênero. Otima resenha.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  4. Oie, Karina!
    Eu já vi esse livro em algum lugar, lembro que a capa me chamou atenção... Até que a sinopse me desanimou. A leitura certamente não é pra mim: se você viu influências de Fallen e Twilight, obras que li e não gostei, certamente não gostaria de Enviada também. E sua resenha ficou ótima, adorei ver que você destacou os pontos que gostou e não!
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Uma pena que você não gostou, mas por conta destes detalhes, acho que também ficaria incomodada.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Confesso que não fiquei interessada, não estou no clima para leituras fantasiosas demais, melosas, ou, esses amores perfeitos, que mudam as pessoas... to com birra disso hahaha
    E não curti a capa :/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Gostei bastante da forma que você resenhou, sendo bem sincera (é dificil encontrar alguém que resenhe e seja tão sincero assim) e fazendo criticas construtivas.
    Beijos da Lari ;*
    http://www.sorvete-literario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Cheguei ao seu blog e fiquei entusiasmado, pois foi feito com muita graça, e com muito entusiasmo.
    Gostei do que vi e li, e achei um blog fantástico, onde se aprende muito.
    Sou António Batalha, do blog Peregrino E Servo, se me der a honra de o visitar ficarei grato.
    PS. Se desejar faça parte dos meus amigos virtuais,decerto que irei retribuir,
    seguindo e divulgando seu blog.
    Desejo-lhe muita saúde muita paz.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante e sempre bem-vindo!
*Você pode comentar sem ter uma conta do Google. Escolha a opção NOME/URL. No espaço para NOME, coloque seu nome/apelido e o espaço para URL não é obrigatório, mas se quiser, pode colocar o endereço de alguma rede social que possui.
*Blogueiros, deixem o link de seus blogs para que eu possa conhecê-los.
*Viu algum erro ortográfico no post? Desculpe-me, às vezes esses danados passam pela minha revisão. Bem, se não for muito incômodo, peço que use o formulário que se encontra na barra lateral direita desse blog para me informar do erro. Desde já agradeço a atenção.
Obrigada pela visita e volte sempre!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...