30/11/2014

(Os mais cobiçados da semana) #8

Li algumas boas resenhas nessa semana, unindo a Black Friday, que fez com que eu conhecesse obras incríveis, teremos uma listinha bem gorda, então.

O SOBRENATURAL MAIS COBIÇADO: EQUINÓCIO - LU PIRAS
Desejo esse livro há muito, muito tempo. Já pensei em comprá-lo, é óbvio, mas só o vejo com um preço pouco acessível, principalmente quando calculo o frete. Nem a Black Friday me ajudou.

A história possui elementos que entraram para a minha lista de favoritos: anjos, cientista maluco com invenções pouco convencionais e amor proibido com uma pitada celestial. É uma mistura que não tem como dar errado.

*Clique nas imagens para adicionar os livros à sua estante no Skoob.

Sinopse: A cidade do Rio de Janeiro é o pano de fundo onde a estudante de medicina Clara vive sua rotina diária com a família e amigos. O que ela não imaginava é que tudo o que acreditava estivesse prestes a mudar, com a visita inusitada de um anjo. As força do mal ameaçam escravizar a raça humana e, para impedir, o anjo da guarda Nath-Aniel (Nate) vem à Terra, disfarçado de humano, para alertar sua protegida Clara de que sua vida está em risco. Proibido de agir em nome dos humanos e alterar seus destinos, o anjo acaba por se envolver demasiado quando revela a Clara que o pai dela, um renomado cientista, é o responsável pela descoberta que despertou as forças do mal: a fórmula da perpetuação da vida humana (criônica). Toda a missão da legião de anjos celestiais é colocada em risco quando Nate e Clara se apaixonam.

O DRAMA MAIS COBIÇADO: SE EU FICAR - GAYLE FORMAN
Quando li a sinopse desse livro, apaixonei-me de cara. A história aparenta ser comovente, romântica, profunda, linda etc.

Para que a leitura não seja prejudicada, não assisti ao filme. Sou conhecedora da facilidade que esses diretores possuem de não usar o livro como roteiro de um filme no qual é inspirado por esse mesmo livro. Só tenho uma coisa a dizer: isso é um absurdo.


Sinopse: Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.


A FANTASIA MAIS COBIÇADA: A HERDEIRA DE ÓTAVOS - MYLENA ARAÚJO
Mais uma autora que soube fazer uma sinopse. A palavra que mais chamou minha atenção foi "profecia". Em seguida, as palavras "vilões" e "mágico". O livro não tem como decepcionar, aliás, todos os seus livros parecem ótimos.


Sinopse: Eena é uma jovem que não conhece seu verdadeiro passado e após o acidente dos pais, ela se vê da noite para o dia ligada a uma profecia poderosa, na qual o príncipe amotinado é a peça principal. Inesperadas revelações mudarão drasticamente seu destino. Uma história repleta de descobertas, ação, perigosos vilões e um mundo mágico. 
A SEGUNDA FANTASIA MAIS COBIÇADA: OS MISTÉRIOS DE WARTHIA - DENISE FLAIBAM
Novamente, parabenizo a autora pela sinopse. Novamente, a palavra "profecia" foi a que chamou minha atenção. Fiquei bastante curiosa para conhecer esses mistérios.


Sinopse: SERAFINE DELAY ERA UMA GAROTA COMUM... À sua maneira. Sua vida na sossegada Vila do Sol muda bruscamente numa noite, quando sua décima oitava primavera era festejada. Um ataque acaba forçando-a a fugir desesperadamente de monstros sanguinários e imbatíveis. Por algum motivo para lá de insano, tais criaturas queriam sequestrá-la! E enquanto mergulha de cabeça no universo mágico de Warthia e começa a entender a ligação de suas marcas com a história daquele mundo, Serafine descobre-se numa surpreendente situação: seu destino está traçado. Uma antiga profecia clama por seu espírito, e uma difícil jornada deve começar. Na companhia de um belo e rude espadachim, uma simpática garota de orelhas pontudas e um felpudo guerreiro belicoso, Serafine deve ingressar numa viagem de perigos desconhecidos, que se inicia no Norte daquele vasto continente, treinando para derrotar àquela que vem das Trevas para tudo devastar. Os Mistérios de Warthia devem ser desvendados, e Serafine é a única capaz de fazê-lo.
O SUSPENSE MAIS COBIÇADO: EU VEJO KATE - CLÁUDIA LEMES
Senti um arrepio, ao ler esta sinopse. Juro! Serial Killer... Não vou negar que uma história com eles é ótima e nos deixa com um medo... O medo, esse é o problema! Acredito que não conseguiria ler um livro desses pela madrugada. A história parece ser muito boa, além de aparentar cumprir bem o seu papel de deixar cada leitor com muito medo. 


Sinopse: A jovem, porém deprimida e instável escritora Kate Dwyer mergulha numa investigação sobre um famoso assassino em série para produzir sua biografia póstuma. Ao revisitar os bárbaros homicídios conduzidos por um homem que aterrorizou sua cidade natal, Kate esbarra em segredos antigos e poderosos, que ameaçam não apenas sua sanidade, mas sua vida. Com a ajuda de um ex agente federal com mistérios próprios e métodos assustadores, ela luta para salvar-se, enquanto desconfia de todos ao seu redor. Eu Vejo Kate é uma obra policial que oferece um insight brutal e verossímil sobre a mente de assassinos em série e as pessoas que dedicam suas vidas a compreendê-los. O livro abandona mitos hollywoodianos e não suaviza por um segundo a narrativa dos pensamentos violentos e sexuais que cercam a mente humana. Sua narrativa, contada do ponto de vista do próprio serial killer morto, da escritora, e do profiler, revela peças de um quebra cabeça que quando completo, assombrará o leitor por noites e mais noites.
O SEGUNDO SUSPENSE MAIS COBIÇADO: CLUBE DOS PSICOPATAS - ERIKA GONÇALVES
Ainda nesse clima de livros que nos deixam com medo, escolhi esse para participar da listinha de cobiçados. Dessa vez, não foi a sinopse que me encantou. Adivinhem o que foi? (Pensem!) Sim, acertou quem pensou "o título". O responsável pela escolha do título está de parabéns. Esta capa também dá um medo...




Sinopse: Ana Júlia Vicente Villar é uma estudante, comum, jovem e curiosa. Sua vida parece muito normal, até que ela se torna testemunha de um assassinato. Em estado de pavor, ela é conduzida por seu melhor amigo até uma Delegacia de Polícia próxima onde explica o ocorrido. Júlia se sente instigada pela quantidade de informações que o delegado de polícia solta sem querer, incluindo a bizarra teoria da existência de um Clube dos Psicopatas. Como jornalista nata, ela resolve investigar o caso com a ajuda de Bruno, que simplesmente se deixa levar e coloca um amigo na história, Henrique. Em uma sequência de acontecimentos, Júlia se vê em várias situações onde precisa agir para sobreviver e principalmente em que seus antigos valores acabam se perdendo por conta das coisas que presencia junto com Bruno e Henrique, os quais ela precisa desesperadamente fazer com que saiam vivos da situação a qual ela os colocara. 

Esses são alguns dos cobiçados da semana. Se eu fosse colocar todos, esse post ficaria muito, muito grande. Deixem nos comentários os livros que vocês cobiçam para que eu possa conhecê-los também.

27/11/2014

(Cata-lendas) Lendas maranhenses - Lenda da carruagem encantada da Ana Jansen



Única foto de Ana Jansen

Não há maranhense que não sinta um arrepio ao ouvir o pronunciar deste nome: Ana Jansen. Ainda recordo as primeiras vezes que perguntei à minha mãe sobre a malvada:

"– Mãe, quem é Ana Jansen?"
"– Foi uma mulher muito má. Ela usava as costas dos escravos como tapete. Ela pisava neles com um salto enorme."

Desde então, comecei a imaginar a cena. Ela, gloriosa em seu vestido de elite, e os escravos, deitados no chão, dispostos em fileiras, aguardando sua senhora descer da carruagem. Consigo ver a cara de dor, quando seu salto perfura a costela de cada um... É uma cena degradante, eu sei. Passei a infância tendo pesadelos desse tipo.

Nunca tinha feito nenhuma pesquisa sobre a vida da Don’Ana Jansen. Somente agora, fazendo essa postagem, que descobri que essa lenda não era como imaginava.

1797 é tido como o ano que Ana Joaquina Jansen Pereira nasceu (não há mês, dia e ano precisos). Sua família passava por problemas financeiros e o sobrenome Jansen perdera o status.  Morou na capital do Maranhão, São Luís.

Ela casou e enviuvou duas vezes e, por conta disso, conseguiu acumular riqueza, status, influência e independência. Conquista essas que eram dadas apenas aos homens e que pode ter sido a raiz da inveja de homens que não as conseguiu.

Reza a lenda que, além de usar os escravos como tapete para não sujar seus sapatos franceses, ela amarrava os escravos rebeldes de cabeça para baixo em um poço e, simplesmente, os esquecia lá. Contudo, seus descendentes dizem que, naquela época, uma mulher não detinha todo esse poder, ou seja, todas essas histórias de maldade são frutos da imaginação. Há outra tese que diz que essas histórias e, posteriormente, a criação da lenda são frutos da inveja e raiva dos homens que possuíam menos dinheiro e poder que uma mulher.

Após sua morte, reza a lenda que Ana Jansen foi castigada por suas crueldades em vida. Ela iria vagar pelas ruas do Centro Histórico de São Luís em sua carruagem puxada por mulas sem cabeça que jorravam línguas de fogo e conduzida por um negro igualmente decapitado. Rangido dos parafusos, gemido de dor dos escravos mortos por ela e correntes se arrastando: são os sons que acompanham a vinda de Ana Jansen.

Os desavisados que, por ventura, encontrarem o fantasma da Ana são obrigados a rezar uma oração pela alma da senhora e receber dela uma vela acessa que, no raiar do dia, se transformará em osso humano descarnado. Como a imaginação do ser humano é algo fértil, muitas pessoas dizem já ter visto a Senhora vagar pelas ruas do Centro Histórico de São Luís.





25/11/2014

Participe do livro VIAGENS DE PAPEL - CONTOS CONTOS E CRÔNICAS DE TEMÁTICA LIVRE - Inscrições abertas para o envio de textos.

"Até 31 de dezembro de 2014, a Andross Editora estará recebendo contos e crônicas de temática livre para publicação no livro VIAGENS DE PAPEL”

  
A Andross Editora está recebendo contos de novos escritores para publicação no livro "Viagens de papel - Contos e crônicas de temática livre”, a ser lançado em maio de 2015 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de dezembro de 2014.


SINOPSE DO LIVRO: Quem lê desfruta de experiências reservadas somente àqueles que escolhem viver intensamente. Quem lê viaja. E vai longe... Descobre terras desconhecidas, muitas vezes, inimaginadas. Os autores do livro VIAGENS DE PAPEL desempenham brilhantemente sua função de agente de viagens e propõem pacotes diversos, capazes de agradar ao turista mais exigente. E lembre-se: o que importa não é o destino e sim a própria viagem..
“Aceitaremos para avaliação qualquer conto ou crônica de qualquer temática”, conta Roberto de Sousa Causo, organizador do livro. “Queremos um livro bem diversificado”, completa.

Roberto de Sousa Causo

SERVIÇO: 
Livro:Viagens de papel - Contos e crônicas de temática livre” 
Organização: Roberto de Sousa Causo
Envio do texto: até 31/12/2014
Lançamento: Maio de 2015 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora


24/11/2014

(Resenha) O Guardião - Nicholas Sparks


Julie era uma garota sozinha no mundo. Após uma briga com sua mãe, sai de casa e passa por maus bocados na rua, até encontrar Jim. Os dois se casam e vivem felizes para sempre... Bem, o para sempre não foi tão longo quanto imaginara. Ele morre, deixando-a só, novamente. 

Numa noite, quarenta dias após seu marido morrer, bate em sua porta um homem com uma "encomenda". Na caixa, havia um cachorrinho fofo. Quatro anos depois, esse filhotinho torna-se um cachorro enorme, desengonçado e super protetor. Julie, então, começa a sentir falta da companhia de alguém.

Seus primeiros encontros são um desastre, até que surge Richard Franklin. Ele a trata como uma rainha, literalmente. Ele faz até massagem nos seus pés! Julie não consegue mais conversar com Mike, seu melhor amigo, sobre essas coisas. O motivo é bem óbvio: ele arrasta os quatro pneus por ela.

Julie começa a notar Mike. Richard, o engenheiro sedutor, ou Mike, o mecânico sexy, amigo, com mãos sujas de graxa? Julie terá que escolher um dos dois, é claro, afinal, bigamia é crime, até onde eu sei. A escolha parece difícil e colocará sua vida em risco. "Mas, por quê?", você deve estar se perguntando. Bom, um desses dois caras é um louco, psicopata que irá persegui-la.

Esse é o primeiro livro que leio do Nicholas Sparks, ou melhor, o super-mega-Nicholas Sparks, como a maioria dos seus leitores o consideram. Quando contava a alguém que nunca tinha lido nenhum livro do autor, as pessoas me olhavam e pareciam pensar: "Nem parece uma leitora". Chegava a parecer pecado eu nunca ter me aventurado pelas páginas adocicadas dos seus romances.

Ao decidir ler O Guardião, não comecei com muitas expectativas. Esperava encontrar um romance bem fofinho e adocicado, contudo muito bem escrito, afinal, o autor é muito renomado. Porém, eu amo ser surpreendida, para o bem, é claro.

Não queria encontrar personagens e cenas chatos, clichês, clássicos. Comecei a ler esse livro semanas antes de fazer o vestibular, ou seja, queria algo para me tirar da realidade, nem que fosse por alguns minutos, queria desanuviar um pouco. Imaginei que um romance água-com-açúcar, como são conhecidos os livros desse autor, proporcionaria essa descontração.

Logo no prólogo, não pude deixar de notar as semelhanças com P.S. Eu te Amo, filme escrito e dirigido por Richard LaGravenese, baseado no livro homônimo escrito por Cecelia Ahern. Marido morto com um tumor no cérebro, viúva não sabendo como viver sem o amor da sua vida, um presente póstumo... Quem assistiu ao filme ou leu o livro sabe que esses elementos estão presentes no enredo.

Os personagens são típicos: Julie, a desprotegida, a viúva triste, o tipo de mulher que não sabe que, quando uma torneira quebra, devemos desligar o registro para que a cozinha não se torne um rio; Mike é o melhor amigo, super herói (leia na parte sublinhada: mecânico), sarado, mesmo jantando Doritos, cerveja e Big Mac; Mabel é a dona do salão onde Julie trabalha, a excêntrica para os olhos da sociedade da pequena cidade onde moram. Pensa que acabou? Ainda tem a loira com pouca massa encefálica que usa minissaia.

O melhor personagem do livro é Singer. O autor soube dar realidade a um cachorro que tem hábitos não... caninos. Bem, a construção da frase ficou um pouco confusa, eu sei. O autor mostrou com maestria a forma como um animal, especialmente os cães, têm atitudes semelhantes às de um humano, um bom ser humano. Singer fez com que eu recordasse de Marley e eu, mas, vejam só, apenas recordei. Singer foi um personagem único, não foi uma cópia de outros livros ou filme, diferentemente de outros personagens, como os que eu citei acima.

Achei a história um tanto previsível. Logo no capítulo três já sabia tudo o que aconteceria. As últimas 100 páginas até que nos proporciona certa adrenalina. Nenhuma cena inovadora. Parece que esse livro é uma coletânea de todos os filmes e livros de romance que já li, por isso a trivialidade. Ao ler as cenas, você terá aquela sensação de Déjà vu.

Achei interessante que o autor buscou mostrar como são tratados os casos de assédio. Ele focou no despreparo dos policiais ao lidar com esses casos e a forma como a mulher fica vulnerável diante desses sociopatas. Ponto positivo para o Nicholas.

Não curti muito a leitura. As duzentas primeiras páginas tiveram a função de espantar a insônia. Juro! Essa não é uma tentativa de parecer cômica. O livro realmente me deu sono. Essa é a primeira resenha em que não irei recomendar o livro para ninguém. O Guardião não me trouxe distração, pois achei a leitura cansativa, tanto que senti muito sono durante a leitura. Os personagens não são únicos, pois parecem uma espécie de "síntese" dos personagens que vemos nos dramas.

O livro não supriu minhas expectativas, tampouco me surpreendeu.

FICHA TÉCNICA
Sinopse: Quarenta dias após a morte de seu marido, Julie Barenson recebe uma encomenda deixada por ele. Dentro da caixa, encontra um filhote de cachorro dinamarquês e um bilhete no qual Jim promete que sempre cuidará dela. Quatro anos mais tarde, Julie já não pode depender apenas da companhia do fiel Singer, o filhotinho que se tornou um cachorro enorme e estabanado. Depois de tanto sofrimento, ela enfim está pronta para voltar a amar, mas seus primeiros encontros não são nada promissores. Até que surge Richard Franklin, um belo e sofisticado engenheiro que a trata como rainha. Julie está animada como havia muito tempo não sentia, mas, por alguma razão, não consegue compartilhar isso com Mike Harris, seu melhor amigo. Ele, por sua vez, é incapaz de esconder o ciúme que sente dela. Quando percebe que o desconforto diante de Mike é causado por um sentimento mais forte que a amizade, Julie se vê dividida entre esses dois homens, ela tem que tomar uma decisão. Só que não pode imaginar que, em vez de lhe trazer felicidade, essa escolha colocará sua vida em perigo. O Guardião contém tudo o que os leitores esperam de um romance de Nicholas Sparks, mas dessa vez ele se reinventa e acrescenta um novo ingrediente à trama: páginas e mais páginas de suspense.

Adicione ao skoob aqui
Título: O Guardião
Subtítulo: Seu Grande Amor Pode Estar Mais Perto do que Você Imagina
Autor: Nicholas Sparks
315 páginas
Editora: Arqueiro
ISBN: 978-85-8041-256-7
Compre: Cultura | Amazon | Saraiva

23/11/2014

(Os mais cobiçados da semana) #7

Já faz um tempinho que não venho aqui mostrar os livros que cobicei durante a semana. Bem, o vestibular não me dava tempo para nada, mas agora ele passou, isto é, posso blogar à vontade. Segue a listinha, bem grande, se me permitem dizer, pois estava acumulada:

O HISTÓRICO MAIS COBIÇADO: PERDIDA - CARINA RISSI
Ah, não! Não quero lê-lo por a autora ser minha xará... Já tem um tempo que eu venho cobiçando esse livro, na verdade, eu quase o comprei um dia desses. Ele parece ter uma pegada cômica, sabe? Ainda não li nenhuma resenha dele, ou seja, vou comprá-lo às cegas, o que torna a leitura mais interessante.
*Clique nas imagens para adicionar o livro à sua estante no Skoob.


Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam levá-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...
O TERROR MAIS COBIÇADO: ATORMENTADA - JEANNINE GARSEE
Comecei a cobiçar esse livro após ler uma resenha em um blog. A capa, além de ser bem sugestiva, é muito linda, foi paixão a primeira vista. Fantasma mau, piscina: a história parece recheada de coisas que nos deixam com o cabelo em pé.




Sinopse: Rinn é uma garota bipolar, que mantém o transtorno sob controle com a ajuda de medicação. Ela mora com a mãe e estuda no Colégio River Hills, onde dizem que a piscina é assombrada por Annaliese, uma adolescente que se afogou ali vinte anos antes. Quando coisas terríveis começam a acontecer aos seus colegas e não a ela, Rinn promete descobrir por que não pode ser “atingida” pelo espírito de Annaliese. Ela consegue fazer contato com o fantasma, que não se mostra nada pacífico. Ao descobrir o motivo, Rinn pede ajuda para seu namorado Nate, e elabora um perigoso plano para descobrir a verdade. Logo realidade e fantasia se confundem, até Rinn perceber que é quase impossível diferenciá-las. Diante de uma força malévola que ameaça a vida de todos de quem ela gosta, Rinn se pergunta se de fato pode confiar no que sente ou se está novamente perdendo o contato com a realidade.
A CONTINUAÇÃO MAIS COBIÇADA: ANJOS DA ESCURIDÃO - LAUREN KATE
Quando terminei de ler Êxtase, fiquei um pouco triste. Curto bastante a série Fallen e, lendo o último livro, ainda senti falta de algumas explicações para indagações que reuni desde o primeiro livro da série. Mas a linda da Lauren não podia nos deixar com essas dúvidas, é claro. Este ano ela lançou esse livro com contos da série e eu, claro, pirei quando soube da sua existência.




Sinopse: Anjos na Escuridão é uma coleção de momentos intensos do mundo perigosamente romântico da série Fallen, lançado nos EUA apenas em e-book. Uma festa que acaba terrivelmente errado, Ariane em uma febre de compras celestial, Daniel navegando pelas ruas de L.A. e outras aventuras formam este conjunto de contos inesquecíveis para qualquer fã de Lauren Kate.

A (SEGUNDA) CONTINUAÇÃO MAIS COBIÇADA: REFÉM DA OBSESSÃO - ALMA KATSU
Ladrão de almas foi um livro bem... marcante. Em alguns momentos, tive vontade de degolar a protagonista. Em outros, tive vontade de oferecer meu ombro amigo. Espero que o segundo livro seja ainda melhor que o primeiro, aliás, sei que será. 


Sinopse: Havia uma parte em Lanny que queria ser punida. Um pedaço de seu coração que acreditava que ela merecia o horror de ser imortal, a tristeza de ver todos aqueles que amara partirem, enquanto ela só podia conviver com as perdas e as lembranças. Terríveis e solitárias lembranças. Este “dom”, oferecido pelo mais malvado dos homens, Adair, era, para ela, a resposta a uma pena que ela deveria cumprir. Mas, apesar das culpas e do castigo que pensava merecer, ela ainda sonhava. E esperava ser redimida por ter dado a Jonathan — seu grande amor — o esquecimento que purifica todo ser de sua dor: a morte. No entanto, bem no fundo de sua alma, ela suspeitava que, fosse o que fosse que a atraísse para Adair (e para sua maldade), fosse qual fosse o infeliz sentimento que os aproximara, este sentimento não fora totalmente exorcizado. Não importava que ela tivesse chegado ao cúmulo de emparedar aquele homem mau e deixá-lo para apodrecer, não importava que o tempo tivesse passado, nem que, hoje, ela pudesse contar com o apoio e os braços fortes e acolhedores de Luke... Adair estava por perto, ela podia senti-lo, e seu poder era inexorável. “Este é o segundo livro da trilogia de Alma Katsu, que começou com o bem recebido Ladrão de Almas. Esta sequência mantém-se fiel ao primeiro título da autora...” --Publishers Weekly

E por hoje é só. Até outro dia!

17/11/2014

(Coisas de leitor) 5 Curiosidades envolvendo livros

1. Pessoas que leem são mais legais


Pesquisadores da Universidade de Washington e Lee (EUA) constataram esse efeito com um teste bem simples: colocaram voluntários para ler uma história bem curtinha, fizeram algumas perguntas para identificar o quanto cada um tinha curtido o que leu e aí derrubaram, sem querer querendo, um monte de canetas no chão. O estudo conta que, quanto mais “transportadas” para dentro da história as pessoas tinham sido, maiores eram as chances de levantarem o bumbum da cadeira para ajudar a recolher as canetas.
A explicação é que quando lemos algo que realmente mexe com a gente, criamos empatia pelos personagens da história — e quanto maior essa empatia, mais propenso a gente fica a ser bacana com os outros na vida real.  Fonte 

2. Uma biblioteca para dois


A menor biblioteca do mundo encontra-se em Nova York. Ela comporta apenas 40 livros e dois leitores no máximo. No interior da estrutura amarela, encontra-se a seguinte frase: “Pegue um livro, devolva um livro” Fonte

Fonte da imagem: Reprodução/Daily Mail

3. Vida longa às traças!


Na área urbana, podemos identificar três grupos distintos de traças, reunidos em duas Ordens: as conhecidas traças dos livros ou traças prateadas, classificadas na Ordem Thysanura; as traças das roupas e as traças de produtos armazenados, ambas pertencentes à Ordem Lepidoptera (mariposas e borboletas). A Traça dos livros é representada, até o momento, por 370 espécies identificadas e distribuídas em cinco famílias. Dependendo da espécie, clima, fonte alimentar, entre muitos outros fatores, os ovos podem eclodir em aproximadamente 10 a 60 dias, nascendo as formas jovens que passam por mudas consecutivas, demorando em média 2 a 3 meses até chegarem a fase adulta, quando o crescimento cessa. As traças adultas podem viver por mais de quatro anos. Fonte


4. Fora dos paradigmas

Rachel de Queiroz (1910-2003) foi a primeira mulher a entrar para a Academia Brasileira de Letras. Sua entrada ocorreu em 1977, ocupando a cadeira de número 5. O primeiro livro que publicou foi O Quinze, causando grande impacto na sociedade, que, segundo suas palavras, deveu-se ao fato de, naquela época, "a literatura feminina ser feita por senhoras que escreviam histórias comoventes ou poesias apaixonadas". Fonte



5. A internet e seu poder


Mein Kampf (Minha Luta), livro escrito por Adolf Hitler enquanto estava preso, até hoje se encontra proibida a sua publicação na Alemanha, contudo é um best seller (líder de vendas) em sites como o Amazon. O Führer narra sua trajetória política, em especial a formação do partido nazista. Também analisa os efeitos provocados na Alemanha pelo Tratado de Versalhes de 1919 – que havia imposto severas cláusulas de rendição ao país após a I Guerra Mundial (1914-1918) – e sugere um conjunto de princípios nacionalistas, racistas e militaristas que caracterizariam a plataforma política adotada pelo Terceiro Reich a partir de 1933. A partir de 1945 ele deixou de ser impresso na Alemanha.

Após o suicídio do líder nazista, em 30 de abril do mesmo ano, seu patrimônio, inclusive os direitos sobre sua obra, passou a ser propriedade do estado alemão da Baviera, último local onde ele esteve registrado como residente. O Instituto de História Contemporânea de Munique trabalha desde 2009 em uma versão comentada do livro – um projeto financiado pelo estado da Baviera. A versão comentada do livro não tem a intenção de apenas olhar para o passado, mas, como diz o projeto, fazer "uma profunda análise histórica da ditadura nazista".

Na Europa, os direitos autorais expiram depois de 70 anos da morte do autor, e, no caso de Hitler, isso acontecerá ao fim de 2015. O livro então vai se tornar de "domínio público", ou seja, poderá voltar a ser publicado e distribuído por qualquer pessoa. 

No Brasil, em 1933, a Editora Globo obteve os direitos de publicação. A obra autobiográfica gozaria de certo prestígio por alguns anos até ser condenada e censurada. Fonte 1 2 3



15/11/2014

Traças e esclarecimentos

Olá, leitores... Falando nisso, eu estava lendo as postagens antigas para revisar a ortografia e notei um fato interessante: quem lê o meu blog não possui um nome/apelido fixo. No começo, eu chamava-os de "aculturados", mas comecei a achar essa expressão um tanto pedante. Nas últimas postagens, comecei a chamar de "leitores". E, agora, pensei em chamar de "traças" ou "devoradores de livros", no entanto esse pensamento levou-me a outro. Vou contar uma historinha bem triste. 

Em um dia quente aqui na minha cidade, resolvo ir "caducar", quer dizer, olhar os meus livros. Tinha acabado de comprar novos livros e precisava organizar minha estante (adoro esse momento). Então eu comecei com a arrumação. Quando... Ah! Droga! Quando eu olho o meu livro A Escolha (Kiera Cass), não suporto a tristeza e solto um berro de raiva.

A escolha, para quem não sabe, é um dos livros com a capa mais linda desse mundo e, agora... Loucamente começo a revistar todos os livros da minha estante e então vejo o que a maldita fez com Anjos e Demônios (Dan Brown). Não aguentei a pressão e comecei a xingar. 

Então eu vos pergunto: Qual leitor nunca foi chamado de comedor, devorador de livros, traça, rato dos livros e outros termos semelhantes? Mas começo a notar que quem nos chama dessa maneira não tem noção. As traças foram criadas a imagem e semelhança do capiroto! Seres ínfimos, vis, sujos, hediondos! Por que essas pestes existem? Resposta: para transformar todo leitor em pessoas obsessivas. Sim, meus queridos, agora, estou mais obsessiva que antes. Todo dia olho meus bonitinhos (livros).

Cara, eu já esqueci o que eu estava falando... Espera aí! Vou ler o começo do texto e recuperar o raciocínio... Ah, sim! Falava sobre um nome ou apelido para quem lê o Eu e Minha Cultura. Acho que ainda não consegui um, até porque eu ainda não possuo muitos leitores ou mesmo nem os tenho.

Falando em ausência de leitores, devo admitir que comecei a escrever esse post com o objetivo de desculpar-me pelos mais de dois meses que passei sem publicar. Acho que quem lê esse texto deve ter notado que possuo sérios problemas com desvio de assunto.

Estava pensado em acabar com o blog, mas notei que gosto desse espaço, gosto de terminar de ler um livro e compartilhar minha opinião, mesmo às vezes notando que ninguém as lê. É muito chato ler um livro e não poder conversar com ninguém sobre ele. Eu curto escrever para o Eu e Minha Cultura. Fiquem ligados, irei publicar pelo menos uma vez por semana. Passei esse tempo todo longe porque estava estudando para o ENEM e para o vestibular da UEMA. Desejem-me sorte! Ah, meu Deus, acho que nunca estudei tanto na minha vida quanto este ano...

14/11/2014

Participe do livro DE REPENTE, NÓS - CONTOS DE AMOR - Inscrições abertas para o envio de textos.

"Até 31 de dezembro de 2014, a Andross Editora estará recebendo contos de amor para publicaão no livro DE REPENTE, NÓS”



A Andross Editora está recebendo contos de novos escritores para publicação no livro “De repente, nós - Contos de amor”, a ser lançado em maio de 2015 no evento Livros em Pauta.



Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site 
www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de dezembro de 2014.




SINOPSE DO LIVRO:
Há quem espere a vida inteira pelo seu amor, e desiste de esperar. Há também aqueles que são convictos em viver casados consigo mesmos. Em ambos os casos, o destino (ou o acaso) faz uma reviravolta e, de repente, o eu vira nós, sem mais nem menos. Pode ser para sempre ou eterno enquanto dure. Mas enquanto os dois estão amarrados um no outro é difícil desatar esse nó que só o amor pode proporcionar.





Leandro Schulai
“A ideia é publicar todos os tipos de contos sobre o amor: histórias com final feliz... Histórias sem final feliz (risos). O importante é que seam histórias bem construídas e que causem interesse do leitor", conta Schulai, organizador do livro.




SERVIÇO: 
Livro:De repente, nós - Contos de amor” 
Organização: Leandro Schulai
Envio do texto: até 31/12/2014
Lançamento: Maio de 2015 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...