30/07/2014

(Coisas de leitor) O que é Cliffhanger?


Cliffhanger é um recurso que os escritores/roteiristas utilizam em suas tramas para prender o leitor/telespectador. O recurso consiste em mostrar um personagem em uma situação de risco ou em uma conversa que faça com que uma parte do suspense seja desvendado e, então, abruptamente, o escritor/roteirista corta a narração/cena, indo para outro ponto da história ou voltando no tempo para que o leitor/telespectador compreenda como aquela cena se deu. O cliffhanger bem utilizado, ou seja, sem exageros, cativa muitos leitores por despertar a curiosidade, faz com que o telespectador assista ao próximo episódio ou não pare de assistir ao filme.

*AGORA, HISTORICAMENTE FALANDO...
  • O termo teve sua origem por volta do início do século XX, e foi dicionarizada em 1937, no Oxford English Dictionary. Na época o recurso foi utilizado como fim de episódio para os seriados do cinema mudo, quando o personagem ficava literalmente “à beira do precipício”, e muitas vezes as frases "To be continued," ou "The End?" instigavam a curiosidade da audiência para o próximo episódio.
  • Conhecem a história de As mil e Uma Noites? Sim, é aquele livro de contos narrado pela personagem Xerazade, que é casada com um rei que, traumatizado pela traição da primeira esposa, decide desposar toda noite uma mulher e matá-la na manhã seguinte. Ele, tendo feito isso por muitos anos, três anos para se precisa, acaba fazendo com que não haja nenhuma jovem virgem em seu reino. Tentando salvar as moças do reino do terrível fim, Xerazade pede ao seu pai, que é o equivalente a um primeiro ministro, que a apresente ao rei, é claro que ela possui um plano para não ser morta. A partir da primeira noite de núpcias, Xerazade conta uma história para o rei. Ao amanhecer ele interrompe a história voltando a contá-la na noite seguinte, estratégia que a mantém viva por muitas noites, mil e uma para ser precisa. Acredita-se que foi aí que o Cliffhanger tenha inicialmente sido usado. Esse livro é um dos mais conhecidos da literatura árabe e não foi escrito por um único autor, e sim uma legião de narradores anônimos, cujas histórias foram reunidas durante séculos até formarem a coletânea. Alguns estudiosos acreditam que boa parte desses contos teria surgido na Índia por volta do século III, ou seja, esse recurso é bem antigo, e ainda funciona.*
*Referência*:

6 comentários:

  1. Não conhecia esse recurso, achei muito bacana... Acho que vários autores já usaram isso e nem sabiam!

    Beijinhos, Thamires R.
    http://marcaprovisoria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comigo também foi assim! Eu descobri esse recurso a algum tempo e foi então que eu me dei conta do quanto isso prende o leitor e do quanto os autores usam esse recurso. Beijinhos!

      Excluir
  2. Já conhecia esse recurso e inclusive acho super bacana quando utilizado, deixa a trama dinâmica.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é ótimo quando usado sem exageros. O único problema do recurso é que os leitores têm um pequeno ataque cardíaco quando ele é usado rsrs. Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  3. Karina, adorei conhecer mais sobre esse recurso! Eu já tinha observado isso em alguns livros, mas não tinha chegado a refletir muito sobre ou até imaginado que tinha um nome específico para a técnica de cliffhanger.

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também li vários livros com esse recurso sem saber que existia um nome específico para ele. Acredito que essa técnica é a mais eficaz para prender nós, leitores.
      Obrigada pela visita e pelo comentário. Beijos!

      Excluir

Seu comentário é importante e sempre bem-vindo!
*Você pode comentar sem ter uma conta do Google. Escolha a opção NOME/URL. No espaço para NOME, coloque seu nome/apelido e o espaço para URL não é obrigatório, mas se quiser, pode colocar o endereço de alguma rede social que possui.
*Blogueiros, deixem o link de seus blogs para que eu possa conhecê-los.
*Viu algum erro ortográfico no post? Desculpe-me, às vezes esses danados passam pela minha revisão. Bem, se não for muito incômodo, peço que use o formulário que se encontra na barra lateral direita desse blog para me informar do erro. Desde já agradeço a atenção.
Obrigada pela visita e volte sempre!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...